Categorias
Blog do Ilgo

Renato x Sampaoli: duelo de dois técnicos ofensivistas

O reencontro de dois treinadores que buscam o gol: Jorge Sampaoli e Renato Portaluppi. Mais que isso, é um duelo contra o treinador ficha 1 de grande parte da torcida para substituir Renato. O jogo começa às 21h deste sábado.

Outros dois nomes sempre lembrados são Tiago Nunes, recentemente demitido do Corinthians, e Fernando Diniz, que está pela bola 7 no São Paulo. Além do Roger, outro que não consegue firmar-se, mas tem seu fã- clube por aqui.

Nos dois jogos do Brasileirão, no ano passado, o Santos de Sampaoli bateu o Grêmio na Arena por 2 a 1. No jogo de volta, em SP, 3 a 0 para o Grêmio. Há um ano mais ou menos, Renato elogiou Sampaoli por também armar suas equipes com vocação ofensiva. O argentino agradeceu a referência.

Curiosidade, o gol na Arena foi marcado por Éverton, driblando no lado direito de ataque e chutando enviesado sem chance para o hoje goleiro tricolor, o Vanderlei. Em Santos, os gols foram da gurizada: Luan, PepÊ e Éverton.

Foram dois jogos em que ambos os times jogaram buscando o gol, deixando clarões no meio de campo. O Grêmio no atual momento tem preocupação em reduzir espaços no meio – como fez no Grenal – jogando com três volantes, todos com qualidade para deixar o campo defensivo e aparecer na área. Renato insiste que os jogadores do meio de campo precisam ‘pisar na área’.

Portanto, nada de armar a equipe para voltar com um ponto de Minas Gerais, embora o jogo seja com um dos mais fortes candidatos ao título nacional.

O Grêmio, apesar de ter jogo pela Libertadores na próxima terça, vai com sua força máxima disponível. Poupados mesmo apenas Vanderlei, Alisson, Diego Souza e Kannemann.

Desses, a lamentar de verdade só o zagueiro argentino. Paulo Victor é do nível de Vanderlei; Alisson é questionado por boa parte da torcida; e Diego Souza, ficando fora, abre chance para Renato escalar um ataque com maior mobilidade, que é do meu agrado e de muita gente.

A equipe provável: Paulo Victor; Victor Ferraz, Paulo Miranda, David Braz e Diogo Barbosa; Lucas Silva, Darlan e Matheus Henrique; Luiz Fernando, Isaque e Pepê. Gosto desse time. Acho que dá pra vencer.

CAVANI

O Atlético fez uma proposta ainda mais elevada que a do Grêmio. Algo em torno de R$ 30 milhões anuais, por três anos de contrato. Uma loucura que seria bancada pela família dona da MRV Engenharia. O jogador rejeitou. Quer jogar a Liga dos Campeões e receber mais que o dobro do que foi ofertado.

E pensar que muita gente acredita ainda que jogador de futebol, como os demais mortais, rasga dinheiro.

A realidade é que Cavani está estimulando um leilão pelo seu futebol. Nada contra. Faz parte.