Categorias
Blog do Ilgo

Grêmio sucumbe aos erros de Renato e da zaga central

Quando soube que o Grêmio entraria para enfrentar o Santos com um meio-campo formado por Lucas Silva, Thaciano e Robinho, fiquei abalado. Entrei em contato com um amigo e disse que se o time vencesse com esse trio nunca mais questionaria as escalações do Renato.

Aconteceu o que podia se esperar tendo um meio de campo como esse: a derrota. Mas a questão não se resume aos 2 a 1, como Renato, esperto, frisou na entrevistas coletiva. Perdemos por erros infantis, resumiu.

Essa tentativa de minimizar fiascos e não aprofundar questões táticas e técnicas não cabe mais. O primeiro tempo do tricolor, que viajou para ‘decolar’ pra valer no Brasileiro, foi ridículo. O pênalti cometido por Paulo Miranda foi mesmo infantil , além de irresponsável. Mas fez justiça ao que os dois times jogavam.

No segundo tempo, o time melhorou um pouco, chegando a assumir o controle do jogo por alguns momentos, já que o time de Cuca tentava administrar a vantagem e explorar contra-ataques.

Num espasmo do que pode ser o time e o que foi no passado recente, Diego Souza marcou o gol de empate, após bola rolada para trás por Pepê. Eram 27 minutos. O Grêmio estava melhor em campo, chegando a dar impressão de que poderia virar o placar.

Mas o Santos voltou a marcar, num pênalti infantil, conforme definiu o treinador, cometido por David Brás. Ou seja, os dois zagueiros reservas estavam enterrando o time. Nesse gol, o zagueiro da base, Rodrigues, errou numa saída de bola, o que resultou na falta de Brás, que minutos depois seria expulso.

Quer dizer, confiável mesmo apenas a dupla Geromel/Kannemann.

Renato fez substituições para deixar o time mais agressivo na frente. Conseguiu, mas proporcionou espaços para o ataque do Santos. Não fosse o goleiro Vanderlei o jogo poderia terminar com placar mais avantajado. O Santos teve, ainda, duas bolas na trave.

O goleiro do Santos também teve algum trabalho ao jogo do jogo, em especial no arremate de Maicon, na prorrogação, com João Paulo salvando para escanteio. Foi outra jogada daquelas que a gente tem saudade.

Enfim, apesar da má partida do Grêmio, a começar pela escalação inicial, o Santos por pouco não deixou escapar a vitória. O que mostra que não passa de um time mediano, contando com um atacante em fase luminosa.

Finalizando: Renato errou, e errou feio. Todo mundo viu que o meio campo escalado era um absurdo. Unanimidade nas redes sociais. Agora, as opções não eram tão melhores. A qualidade do grupo não é aquela que se imaginava.

De qualquer modo, insistir com Robinho e apostar de novo em Thaciano (não servia a ponto de ser cedido ao Santos) contribuiu fortemente para mais um resultado negativo no Brasileirão.

Só espero que Renato não fale mais em decolar na competição. O título, de novo, já era. O risco é de nem G-4 pegar, a não ser que venham reforços de muita qualidade.

BLOG

Eram 19h30 quando fui olhar o blog. Aconteceu o que eu esperava: dezenas de acessos: Mais de 250. Nada de novo: cada resultado negativo tem poder milagroso no blog, como a multiplicação dos pães. Quando o time ganha o número de acessos não passa de algumas dezenas. Quando perde, dá nisso.

A raiva é inspiradora…