Grêmio tem meia português e sul-americanos na lista de sondagens

Em busca de reforços, clube estuda nomes de acordo com carências no elenco

Desde a volta do futebol, em julho, o Grêmio já reforçou seu elenco com três novos jogadores: Éverton, Robinho e Luiz Fernando. O grande número de competições e o calendário apertado, porém, faz com que o clube continue no mercado, para suprir as carências que ainda existem no elenco.

Na última segunda-feira (19), o jornalista José Alberto Andrade, do site GaúchaZH, divulgou o nome de quatro jogadores que foram sondados pela diretoria do Tricolor e não foram indicados pelo treinador Renato Portaluppi. Entre eles está o centroavante Diego Churín, que está em negociações avançadas com o clube. Os outros são o meia português João Mário, o atacante uruguaio Stuani e o meia argentino Franco Cervi.

Stuani já é um sonho antigo do Grêmio, mas os valores da negociação fizeram as conversas esfriarem. Já Cervi e João Mário não estavam entre os boatos que corriam na imprensa. O português pertence a Internazionale, da Itália, mas está sendo emprestado para diversos clubes da Europa desde 2018. Mesmo assim, continua sendo convocado para a seleção portuguesa. Já o argentino está atualmente no Benfica.

Além de meia português, Grêmio sonda Stuani e Cervi
Stuani teve conversas avançadas com o Grêmio – Foto: Reprodução | Twitter

Segundo o vice-presidente do Tricolor, Paulo Luz, treinador e seu assistente, os analistas de desempenho e a diretoria tem direito de fazer indicações de reforços. A palavra final, no entanto, fica com o treinador. Os quatro nomes são estrangeiros, algo que gera preocupação em Renato, pela adaptação ao futebol brasileiro – ou sul-americano, como é o caso do português, que nunca atuou no continente.

As sondagens, no entanto, não significam que o clube fez uma oferta oficial pelo jogador. Ainda existem avaliações técnicas e financeiras para saber se vale a pena entrar em negociações. E esses, é claro, não são os únicos nomes desejados pelo Tricolor, que ainda contam com uma lista extensa de possíveis reforços. A palavra de ordem da diretoria, porém, é de cautela, já que a janela de transferências acabou de reabrir no Brasil.