Pelé no Flamengo? Confira outros clubes em que o Rei atuou em jogos especiais

Veja se o eterno camisa 10, que completa 80 anos hoje, jogou com a camisa do seu time

No dia 23 de outubro de 1940, o mundo ainda não sabia, mas viu nascer o melhor jogador de futebol de todos os tempos: Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, o Rei do futebol.

O camisa 10 surgiu para o mundo apenas em 1956, quando se tornou profissional no Santos com apenas 16 anos. Pelé atuou pela equipe por 18 anos, com 1116 partidas disputadas e inacreditáveis 1091 gols marcados com a camisa do Peixe. Depois, foram mais dois anos nos Estados Unidos, onde disputou partidas pelo New York Cosmos e encerrou sua carreira como profissional.

O Rei, no entanto, não atuou apenas por essas equipes durante a sua carreira. O jogador também vestiu a camisa de outros times por um ou mais jogos, normalmente amistosos. Nos 80 anos de Pelé, conheça alguns clubes que também tiveram a oportunidade de contar com o maior jogador da história do esporte.

Confira os clubes em que Pelé atuou além de Santos e Cosmos

Quando o Rei jogou pelo Flamengo e ninguém quis sair para poder jogar com ele

Pelé jogou no Flamengo em 1979
Foto: Reprodução

Em 1969, André Richer, presidente do Flamengo na época, ofereceu ao Santos uma quantia astronômica para ter Pelé, que ainda vivia seu auge. A diretoria santista, no entanto, recusou, afirmando que o jogador era inegociável. O sonho do rubro-negro em contar com o camisa 10 não acabou, mas só aconteceu dez anos depois.

Em 1979, o Rei saiu da aposentadoria para participar de uma partida beneficente pelo Mengão. O amistoso com o Atlético-MG, disputado para mais de 139 mil pessoas no Maracanã, foi uma festa, e todos os jogadores da equipe queriam estar em campo ao lado do maior de todos os tempos. Mas, como só jogam 11, Claudio Adão acabou sendo substituído.

No fim, o Flamengo aplicou uma goleada de 5 a 1 nos atleticanos, mas Pelé saiu sem marcar. Teve a oportunidade em um pênalti, mas deixou Zico cobrar.

Pelé também teve a chance de vestir a camisa do seu clube de coração, o Vasco

Pelé atuou pelo Vasco com apenas 16 anos de idade
Jogo entre Santos e Vasco da Gama, no Rio de Janeiro, no qual Pelé (centro) marcou seu milésimo gol em cobrança pênalti. Rio de Janeiro, 19/11/1969. Foto: AE

Isso mesmo, o Rei do futebol é vascaíno. Em entrevista ao repórter Thiago Asmar, Pelé revelou que sempre teve o cruzmaltino como seu clube de coração, mesmo com a histórica carreira pelo Santos. E, antes mesmo de se tornar o maior de todos os tempos, o jogador teve a oportunidade de vestir a camisa do Vasco.

Foi em 1957, quando ele e mais cinco atletas foram cedidos ao clube carioca, para a disputa de um torneio amistoso promovido pelo São Paulo, que celebrava a construção do Morumbi, que ficaria pronto em 1960. Os jogadores da equipe principal vascaína excursionavam pela Europa. Em um dos jogos, que aconteceu no Maracanã, o Rei marcou três gols e encantou os torcedores com apenas 16 anos.

Em 1969, logo após seu milésimo gol na carreira, justamente contra o Vasco, o camisa 10 vestiu novamente a camisa do seu clube de coração.

O dia em que Pelé foi dar um pontapé inicial e acabou jogando pelo Fluminense

Por pressão política na Nigéria, Pelé jogou pelo Fluminense em 1978
Foto: Reprodução

Antigamente, era muito comum que os times fizessem excursões pelo exterior. E em 1978, o Fluminense decidiu fazer uma sequência de partidas na Nigéria. A primeira delas, contra a própria seleção nigeriana, contou com um jogador peculiar na equipe adversária: Pelé, que havia assinado um contrato para jogar pelo país. Mas, nem o Rei conseguiu parar o tricolor carioca, que bateu os nigerianos por 3 a 1.

O Fluminense seguiria sua excursão e enfrentaria o vice-campeão do país, o Racca Rovers, e Pelé estaria em campo para receber homenagens e dar o pontapé inicial do confronto.

Mas uma multidão lotou o Estádio Municipal de Lagos, e as autoridades fizeram pressão para que o Rei entrasse em campo. Assim, Pelé acabou vestindo a camisa do Fluminense e jogando por 45 minutos na vitória da equipe sobre o time local. Dessa vez, foi Luis Carlos Tatu quem cedeu o lugar para o maior de todos.