Categorias
Blog do Ilgo

Grêmio confirma primeiro lugar mesmo jogando mal

Em uma de suas piores atuações na temporada, o Grêmio por detalhe não foi derrotado em casa pelo América de Cali, nesta quinta-feira. O jogo terminou em 1 a 1, com o time de Renato Portaluppi em primeiro lugar com 11 pontos, seguido pelo Inter, que foi batido pelo Universidad por 2 a 1.

Foi uma noite de muitas emoções e mau futebol, especialmente por parte do Grêmio. Mais uma vez brilhou a estrela de Renato, triturado nas redes sociais desde que foi anunciada a escalação de Robinho.

Difícil mesmo entender a insistência com um jogador que nada acrescenta ao time. A única explicação que eu encontro é que as opções conseguem ser piores, e isto me preocupa e me assusta. Com o grupo atual, a vida do time na Libertadores será breve.

A escalação de Orejuela foi uma improvisação para suprir a ausência de Alisson. A intenção foi boa, mas o resultado ruim, O equatoriano não foi bem na função. Saiu no intervalo para dar lugar a Luiz Fernando, que teve seus dez minutos de fama. Isaque entrou no meio-campo no lugar de Lucas Silva. Teve um desempenho discreto, muito ‘mais ou menos’.

As mudanças, contudo, deram um gás ao time, que em poucos minutos fez mais do que em todo o primeiro tempo. Luiz Fernando sofreu pênalti. Aí, o pesadelo. Quem vai errar, me perguntei. Pensei em Diego Souza. Levei um susto quando vi Robinho, a nova ‘Geni’ dos gremistas, em primeiro plano na tela do monitor. ‘Bah, só falta ele errar’. E errou. Atrasou a bola para o goleiro. Duvido que comece o próximo jogo…

O goleiro, que havia defendido sem soltar a bola, fez a reposição rapidamente. Em segundos a bola estava sendo alçada para a área, onde Kannemann acabou desviando de cabeça: 1 a 0 para o modesto time de Cali.

Dois dramas em menos de um minuto: Robinho e Kannemann. O argentino ainda conseguiria ser expulso já nos acréscimos, após um pequeno conflito numa cobrança de falta no meio de campo. Acho que o juiz exagerou, mas Kannemann, que já tinha amarelo, poderia ter evitado o segundo cartão.

Ele é desfalque para o primeiro jogo da próxima etapa da Libertadores.

JOGADORES

Para mim, ficou ainda mais claro que tirando o time titular, o que colocar em campo é japonês. Não há muita diferença entre os jogadores oriundos da base, como por exemplo Isaque, Luiz Fernando e Thaciano. Minha expectativa maior é com relação a Ferreira, mas até agora o grui não justificou o esforço pela sua permanência. Espero que Renato dê mais tempo pra ele mostrar se é ou não capaz de fazer a diferença assim como Pepê, outro que foi mal no jogo.

Aliás, apenas Geromel e Diego Souza, nesta ordem, foram bem no jogo. O restante esteve abaixo. Não gostei do lateral Diogo Barbosa, um jogador frio demais para o meu gosto. Senti saudade do Cortêz, mais afeito aos jogos peleados da Libertadores.

E aqueles que corneteavam Alisson, “bruxinho do Renato”, devem estar arrependidos. Ele fez e faz muita falta.