Ferreira decide, e Grêmio bate o Athletico por 2 a 1

Tricolor chegou de vez ao pelotão de frente do Brasileirão

O Grêmio chegou a sua quinta vitória no Campeonato Brasileiro na noite deste domingo (25), ao derrotar o Athletico Paranaense por 2 a 1.

A partida teve pouca criatividade de ambos os lados, mas a melhor qualidade do elenco do Tricolor acabou pesando na hora da decisão. As alterações de Renato Portaluppi também ajudaram a equipe a pressionar os paranaenses na segunda etapa e conseguir a virada que parecia pouco provável. No fim, as estrelas de Paulo Victor e Ferreira brilharam, garantindo o resultado para o Imortal.

Com o resultado, a equipe chega aos 24 pontos na competição, encostando de vez na parte de cima da tabela, ficando a apenas três do Santos, primeiro time na zona de classificação para a Libertadores.

PRIMEIRO TEMPO TEM POUCA CRIATIVIDADE, MAS ATHLETICO SAI NA FRENTE COM GOLAÇO

Com uma sequência de jogos pela frente, Renato Portaluppi decidiu poupar o time titular, deixando os principais jogadores em Porto Alegre, mantendo apenas Pepê, Victor Ferraz e Diogo Barbosa no banco de reservas.

O Athletico, com o time completo e jogando em casa, tentou sair para o ataque desde o começo. Logo no primeiro minuto, Nikão cobrou escanteio pelo lado direito e Thiago Heleno cabeceou à meia altura, mas a bola saiu pelo lado direito do gol de Paulo Victor. Com 7, foi a vez de Renato Kayzer levar perigo, quando aproveitou uma falha de David Braz, que não conseguiu cortar o passe, e chutou por cima do goleiro gremista, pelo lado direito da meta.

O Grêmio, que já havia chegado ao ataque, mas não tinha conseguido finalizar, teve a primeira chance aos 9, com Isaque, que recebeu cruzamento de Luiz Fernando e cabeceou para fora. Foi de Isaque a segunda grande oportunidade, onde o atacante aproveitou a falha da zaga do Furacão para acertar o travessão, mas já havia sido assinalado o impedimento.

O restante da primeira etapa seguiu um ritmo lento, com as duas equipes sem criatividade para gerar lances de perigo, situação que se arrastou até os minutos finais. Depois dos 40, o jogo tomou novos contornos. Com 42, Luiz Fernando tabelou com Orejuela pelo lado direito e cruzou baixo para a área. Isaque recebeu livre e arriscou, chutando por cima do travessão de Santos.

Um minuto depois, o Athletico teve mais pontaria na finalização e abriu o placar. Carlos Eduardo recebeu lançamento pelo lado esquerdo, dominou no peito, cortou para o meio e arriscou um balaço da entrada da área, acertando o ângulo esquerdo de Paulo Victor para colocar o Furacão na frente em Curitiba: 1 a 0.

FERREIRA ENTRA PARA DECIDIR E GRÊMIO CONSEGUE A VIRADA NO SEGUNDO TEMPO

O segundo tempo terminou, mas o panorama parecia igual ao da primeira etapa, com o Athletico atacando e levando perigo ao gol gremista. Logo a 1 minuto, Kayzer recebeu na grande área, girou para cima de David Braz e chutou forte, mas acertou a rede pelo lado de fora.

O Grêmio tentou responder com Pepê, que entrou no intervalo no lugar de Éverton. Com 8 minutos, recebeu a bola no lado esquerdo da grande área e Erick conseguiu jogar para escanteio. Os jogadores do Tricolor pediram pênalti, mas o árbitro mandou seguir o lance. Na cobrança, a zaga do Furacão conseguiu afastar, mas o rebote ficou com os gremistas. Luiz Fernando tentou cruzar, Santos espalmou, mas a bola acabou batendo em Thiago Heleno e entrando, deixando tudo igual na Arena da Baixada: 1 a 1.

Grêmio vence Athletico com gol de Ferreira no fim da partida
Jogadores tem pressa após o gol de empate – Foto: Lucas Uebel | Grêmio

Após o gol de empate, o jogo voltou a ficar morno. O Athletico trocava passes e envolvia o Tricolor, que tentava pressionar, mas sem muito sucesso. As únicas jogadas que geravam um certo perigo eram as roubadas de bola para contra-ataque, que o Grêmio tentou aos 17, com Thaciano e Pepê, mas a zaga afastou, e depois teve nova oportunidade com Ferreira, que roubou a bola de Abner aos 28, desceu em velocidade, mas chutou por cima do gol.

A entrada de Ferreira e de Diogo Barbosa, porém, colocaram o Grêmio no campo de defesa dos paranaenses, fazendo com que os donos da casa ficassem mais pressionados. Com isso, a equipe não conseguiu chegar mais à defesa gremista, mas o Tricolor também não conseguia chegar nas trocas de passe. Aos 43, Paulo Victor cobrou tiro de meta para o ataque, e a bola acabou sobrando para Ferreira, que invadiu a área e tocou na saída de Santos, resolvendo para o Imortal em Curitiba: 2 a 1.

PRÓXIMO DESAFIO DO TRICOLOR É PELA COPA DO BRASIL

Na quinta-feira (29), o Grêmio inicia a caminhada pela Copa do Brasil 2020. A equipe enfrenta o Juventude, no Alfredo Jaconi, às 21h30, pelo primeiro jogo das Oitavas de Final da competição. Como o Tricolor disputa a Copa Libertadores, o time começa apenas nessa fase da competição. A segunda partida será no dia 5 de novembro, e não há critério de gols fora de casa. Em caso de empate, a disputa será decidida nas penalidades.