Defesa vai bem no ataque, e Grêmio vence Bragantino por 2 a 1

Tricolor emplaca segunda vitória seguida pela primeira vez no Brasileirão 2020

O Grêmio chegou a sua segunda vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro. Jogando em casa, na noite desta segunda-feira (2), a equipe derrotou o Bragantino por 2 a 1, e emplacou sua segunda vitória consecutiva na competição.

Desta vez, a defesa teve papel fundamental no confronto, sendo eficiente em parar os ataques do Massa Bruta, mas também funcionando no ataque. Os dois gols do Tricolor vieram de defensores, que chegaram com tudo no terço ofensivo. Com a vitória, o Tricolor chega aos 27 pontos e alcança a oitava colocação, estando a apenas três da zona de pontuação para a Libertadores de 2021.

Confira como foi a partida.

GRÊMIO POUCO CRIA E RESISTE A PRESSÃO DO BRAGA NA PRIMEIRA ETAPA

A partida na Arena começou com o Bragantino no ataque. Logo com 2 minutos, Claudinho teve uma oportunidade em cobrança de falta, mas acertou a barreira. Quem comandava a posse de bola era o Massa Bruta, enquanto o Tricolor tentava chegar com jogadas individuais que não surtiram efeito. Com 10, os visitantes assustaram, novamente com Claudinho, que chutou de fora da área e exigiu de Vanderlei uma boa defesa.

O primeiro lance de perigo do Grêmio veio aos 16. Pepê deu belo passe em profundidade para Orejuela, que dentro da área e na linha de fundo cruzou para trás. O próprio Pepê recebeu, mas se atrapalhou com a bola. Diego Souza tentou uma puxeta, mas Cleiton acabou colocando a bola pela linha de fundo. Com 25, o Tricolor chegou novamente com o camisa 29, que cobrou uma falta com perigo, por cima do gol do Braga.

Após o lance de perigo do Grêmio, a segunda metade do primeiro tempo se desenvolveu sem muita emoção. Muitos decisões erradas em momentos cruciais fizeram com que o Tricolor não chegasse ao ataque com perigo, enquanto o Braga não tinha o mesmo gás do início da partida. Com isso, as equipes foram empatadas para os vestiários.

DEFESA DECIDE NO ATAQUE, E TRICOLOR CONSEGUE A VITÓRIA EM CASA

Para o segundo tempo, Renato Portaluppi colocou Isaque no lugar de Robinho, que não deu dinamismo ao setor ofensivo do Grêmio, mas o roteiro foi o mesmo da etapa inicial, com o Bragantino no ataque. Logo aos 2 minutos, Ytalo arriscou de fora da área, obrigando Vanderlei a trabalhar mais uma vez. Os visitantes seguiam com mais posse de bola, chegando ao ataque por baixo e dando trabalho para a defesa gremista.

Renato então promoveu as entradas de Ferreira e Churín nos lugares de Luiz Fernando e Diego Souza, respectivamente. As trocas acabaram dando resultado. Com 23, em escanteio cobrado por Diogo Barbosa, David Braz cabeceou, a bola desviou na defesa do Braga, e sobrou nos pés do zagueiro, que completou para o gol, abrindo o placar na Arena: 1 a 0 para o Grêmio.

Após o gol, o Tricolor tomou a iniciativa do jogo e conseguiu ampliar rapidamente. Na primeira jogada individual com a camisa gremista, Churín acionou Isaque na entrada da área. O meia se atrapalhou com o zagueiro, e a bola sobrou para Orejuela, que chegou fuzilando para dentro das redes, marcando o segundo do Grêmio na partida: 2 a 0.

O Grêmio continuou com a pressão e sufocava o Bragantino dentro do seu campo de defesa. Aos 30, Diogo Barbosa acionou Ferreira dentro da área, que acabou desperdiçando a chance de matar a partida. O lance acabou se tornando um castigo, porque dois minutos depois, Artur acionou Raul pelo lado direito. O lateral cruzou rasteiro para dentro da área, e Hurtado chegou completando, sem chances para Vanderlei, diminuindo na Arena: 2 a 1.

Após o gol do Braga, o jogo se tornou mais aberto. Enquanto os visitantes buscavam o empate, o Tricolor aproveitava os contra-ataques, tentando pegar os defensores do Massa Bruta em inferioridade numérica. E quase conseguiram aos 34, quando Orejuela iniciou um contra-ataque e cruzou para dentro da área. Isaque chegou para completar, mas mandou para fora. Aos 41, o Red Bull teve uma falta perigosa cobrada por Lucas Evangelista, mas o atacante jogou sobre o gol.

A estratégia de Renato deu certo, e o Tricolor pouco sofreu nos minutos finais, com a defesa segurando como pode o ataque dos paulistas. Com 49 minutos, o árbitro encerrou o confronto, decretando vitória do Imortal.

Fim de jogo: Grêmio 2 x 1 Bragantino.