Grêmio terá desfalques importantes na ida das quartas de final da Copa do Brasil

Partida coincide com os jogos das eliminatórias e dois titulares estão com as suas seleções

Os confrontos de ida das quartas de final da Copa do Brasil acontecerão durante o período de data FIFA. Com isso, o Grêmio terá alguns desfalques para a partida contra o Cuiabá, nesta quarta-feira (11), na Arena Pantanal, em Mato Grosso.

A zaga será o setor mais prejudicado pelos desfalques, já que Walter Kannemann, servindo a seleção argentina, e Luís Orejuela, que está com a Colômbia, não poderão atuar. Com isso, David Braz e Victor Ferraz deverão ganhar as respectivas vagas. Eles também ficarão de fora da partida contra o Ceará, no próximo sábado (14), pela vigésima primeira rodada do Brasileirão.

Outra ausência será do chileno César Pinares, meia recém-contratado pelo Grêmio. O jogador de 29 anos foi anunciado na noite do último domingo (8), mas esteve em Porto Alegre apenas para exames médicos e para a assinatura do contrato. Ele também estará com a seleção do seu país para a disputa das Eliminatórias para a Copa do Mundo. Com isso, sua estreia deve acontecer apenas nas próximas semanas.

Além dos desfalques por conta da data FIFA, Maicon segue fora por conta da lesão sofrida na semana passada, na partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Por outro lado, a equipe deverá ter os retornos de Lucas Silva, que cumpriu suspensão no Campeonato Brasileiro, contra o Fluminense, e Alisson, que se recupera de uma lesão no tornozelo direito.

Por questões logísticas, o Tricolor fez os dois treinamentos de preparação para a partida contra o Cuiabá no Clube de Oficiais da Aeronáutica, no Rio de Janeiro. Lá, ele decidiu quem ocupará os lugares dos desfalques da equipe e os demais titulares para o confronto.

A expectativa é de que Jean Pyerre possa começar jogando contra a sensação do Centro-Oeste. Após boas atuações contra Juve e Fluminense, Renato pode colocá-lo entre os titulares nesta quarta. Caso isso não aconteça, a vaga deverá ficar com Isaque, já que Robinho não pode atuar pelo Tricolor na Copa do Brasil.