Grêmio bate Ceará por 4 a 2, entre no G6 do Brasileirão e aumenta recorde de vitórias consecutivas

O Grêmio chegou à sétima vitória consecutiva na noite deste sábado (14). A equipe enfrentou o Ceará, na Arena, e teve uma das suas melhores atuações na temporada. Jogando com um time alternativo, o time derrotou os visitantes por 4 a 2, e de quebra chegou ao G6 do Campeonato Brasileiro, cumprindo a promessa feita por Renato no início da competição.

A noite teve muitos protagonistas, mas o maior deles foi Jean Pyerre. Autor de um dos gols do confronto e com assistência para outro, o jogador provou, mais uma vez, que é importante para a equipe comandada por Renato Portaluppi. O agora camisa 10 liderou o time dentro do campo com seus passes e controle do jogo.

Confira um resumo de como foi a partida.

GRÊMIO VAI MUITO BEM NO ATAQUE, FAZ TRÊS NA PRIMEIRA ETAPA E PRATICAMENTE LIQUIDA A FATURA

O primeiro tempo do Tricolor contra o Ceará mostrou um time mais ofensivo, buscando jogo e com jogadas fluídas. A série de vitórias parece ter dado confiança à equipe, que chegou logo aos 5 minutos da etapa inicial. Victor Ferraz armou o jogo pela direita e cruzou na área. A bola passou por todo mundo e sobrou em Jean Pyerre, que chutou de primeira para fora.

Com 19 minutos, no entanto, ele não errou. Em cobrança de falta, o camisa 10 colocou na gaveta, no canto direito de Fernando Prass, para abrir o placar na Arena: 1 a 0 para o Grêmio. 

O gol sofrido pela equipe cearense foi sentido e os adversários só conseguiram chegar ao ataque aos 25, em jogada de Fabinho pelo lado direito. O meia arrancou até a entrada da área e mandou uma bomba para o gol, mas a bola acertou a rede pelo lado de fora.

Já com o primeiro no placar, o Imortal continuou fazendo uma marcação pressão, e colocou o Ceará nas cordas. Aos 32, Jean Pyerre conseguiu roubar a bola perto da entrada da área e acionou Luiz Fernando. O atacante cruzou para o meio, e Pepê chegou para completar, fazendo um gol idêntico ao de semana passada, contra o Fluminense: 2 a 0 na Arena.

A resposta da equipe cearense, no entanto, foi diferente após sofrer o segundo. Com 36 minutos, Kelvyn recebeu a bola próximo a entrada da área do lado esquerdo do ataque e chutou. A bola desviou em David Braz e acabou enganando Vanderlei, diminuindo na Arena: 2 a 1.

E ainda teve mais no primeiro tempo. Luiz Fernando iniciou jogada pelo lado direito aos 39 minutos, tentando dar um chapéu no defensor cearense. O chapéu deu errado, mas a jogada deu certo e o atacante chegou a área, dando um passe açucarado para Diego Souza, que chutou colocado no canto direito de Fernando Prass, ampliando o placar: 3 a 1 para o Tricolor.

CHURÍN DESENCANTA, MARCA COM A CAMISA GREMISTA E TRICOLOR GOLEIA CEARÁ

Se tivemos um primeiro tempo agitado na Arena, o segundo deixou a desejar. O Grêmio, já com o resultado embaixo do braço, não se expunha muito no ataque, enquanto o Ceará não tinha forças para reagir.

Portanto, a primeira jogada de perigo da etapa final aconteceu apenas aos 24 minutos. Pelo menos, a jogada resultou em mais um gol tricolor. Em cobrança de falta ensaiada pelo lado direito, Jean Pyerre cruzou para dentro da área e Churín aparaceu para completar, marcando seu primeiro gol com a camisa gremista: 4 a 1.

O Ceará só tinha que tentar deixar a goleada menos feia, a partir dali. Aos 31, a equipe teve uma ótima chance com Cléber, que recebeu um passe na entrada da área e tentou colocar no lado esquerdo de Vanderlei, mas pegou mal na bola. Aos 33, o Tricolor respondeu com David Braz, que cobrou linda falta no lado direito da trave de Prass.

Nos acréscimos, os visitantes conseguiram descontar. Em cobrança de escanteio, o zagueiro Tiago subiu mais que a zaga tricolor e completou para o gol no contrapé de Vanderlei, que não teve chances de reação.

Fim de jogo: Grêmio 4 x 2 Ceará.