Categorias
Blog do Ilgo

Grêmio frustra a torcida ao empatar mesmo com 2 jogadores a mais

Sabe aquele jogo em que dá uma vontade quase incontrolável de dispensar meia dúzia de jogadores? É uma vontade que dá e passa, mas a minha ainda não passou. Difícil pensar diferente depois de uma atuação como a desta noite no empate por 0 a 0 contra o Corinthians, um Corinthians que terminou o jogo com dois jogadores a menos.

Quer dizer, o Grêmio tinha em suas mãos – por falar em mãos, as de Vanderlei evitaram o vexame de ser derrotado mesmo com dois jogadores a mais, fazendo uma defesa digna de Marcelo Grohe – a chance de ouro de somar três pontos e entrar definitivamente na briga pelo inédito título de campeão do Brasileiro de pontos corridos.

Bem, por absoluta incompetência tática, técnica e até falta de uma maior volúpia, maior determinação, para encaixotar um adversário fragilizado, que rezava para o tempo passar, o Grêmio conseguiu apenas um ponto. O resultado o mantém na disputa, mas tudo ficou mais complicado. Na realidade, é grande a frustração da nação gremista, que, em condições normais, não veria nada de mal em empatar fora de casa com um clube do seu tamanho. Mas do jeito como tudo se passou, só resta lamentar e torcer para que esse tipo de atuação não se repita.

Há méritos no adversário. O treinador Vágner Mancini armou bem seu time. Primeiro para empatar, depois especular uma vitória. Bloqueou as duas laterais, dificultando jogadas de linha fundo e obrigando o time de Renato a insistir na penetração pelo meio, forçando passes e jogadas. Ele manteve o time estruturado dessa forma. Foi encurralado, mas conseguiu algumas investidas de risco para Vanderlei.

O jogador que mais me decepcionou é aquele de quem espero muito. É o Jean Pyerre. Não acertou nenhuma bola enfiada, nenhum lance de superioridade individual. Forçou demais o passe pelo meio, para alegria de Mancini e seus defensores, que se anteciparam na maioria das vezes.

Não entendi por que Renato não colocou Ferreira. Luiz Fernando era figura decorativa até fazer aquele jogada de técnica e criatividade que resultou na expulsão de Otero. Mesmo assim, Ferreira deveria ter entrado. Os laterais foram horrorosos. O pior foi Cortês, que saiu no intervalo. Em seu lugar entrou Diogo, que não fez nenhum cruzamento decente, e olha que ele jogou umas 15 bolas para a área.

Sobre o estreante Pinares: estava curioso para ver esse jogador em ação. Ele, como a maioria dos jogadores, não foi bem. Deve jogar mais do que isso. Por supuesto.

Foi uma partida para ser esquecida, ou melhor, para ser lembrada de como não se joga contra um time com nove jogadores.

Ah, heroica a atuação dos jogadores do Corinthians.