Com dois a mais, Grêmio empata com Corinthians em 0 a 0

Tricolor perde a chance de entrar no G6 do Campeonato Brasileiro

O Grêmio perdeu uma grande chance de chegar à zona de classificação para a próxima edição da Libertadores. Jogando fora de casa e com dois a mais durante quase todo o segundo tempo, a equipe não saiu do zero contra o Corinthians na noite deste domingo (22).

Mesmo com a disputa das oitavas de final da Libertadores na próxima quinta, o treinador Renato Portaluppi decidiu escalar a equipe titular para o confronto, na tentativa de estender a série de vitórias consecutivas para nove jogos. No entanto, o alvinegro conseguiu se defender e contou com a falta de criatividade gremista para sair com o empate.

Dessa forma, o Grêmio chega ao seu décimo primeiro empate no Brasileirão, terminando a vigésima segunda rodada da competição na oitava posição, empatado com Palmeiras e Santos, mas perdendo no saldo de gols para ambos.

Confira um resumo do que rolou na partida.

CORINTHIANS TEM EXPULSO NA PRIMEIRA ETAPA E GRÊMIO PERDE CHANCE INCRÍVEL DE SAIR NA FRENTE

As propostas de Grêmio e Corinthians eram claras desde o início da partida. O alvinegro apostava em contra-ataques rápidos para surpreender o Tricolor, que tinha como ponto forte a posse de bola e a movimentação do seu trio de meio-campo, formado por Matheus Henrique, Darlan e Jean Pyerre.

E logo com oito minutos, o Grêmio teve a melhor chance da equipe na partida. A equipe dominava as ações e construía a jogada na intermediária corintiana, quando Orejuela foi acionado. O lateral enfiou para Pepê, que cruzou por trás dos zagueiros. Luiz Fernando, dentro da pequena área, se esticou para finalizar, mas a bola foi fraca para o gol. Cássio teve que se esticar e tirar a bola em cima da linha, impedindo o gol gremista.

Dois minutos depois, o Tricolor seguiu no ataque. Em cobrança de escanteio, Jean Pyerre levantou para o meio da área, e Diego Souza subiu mais que o defensor corintiano, cabeceando a esquerda da meta de Cássio e levando muito perigo. Aos 22, Jean Pyerre cobrou falta da intermediária direto para o gol, novamente saindo pelo lado esquerdo do gol alvinegro, dessa vez raspando a trave.

Aos 28, o Tricolor seguia dominando as ações da partida, e armou mais uma bela trama próximo à entrada da área corintiana. Matheus Henrique recebeu e passou rápido para Diego Souza, mas foi parado com falta por Marlon. O árbitro Caio Max Rodrigues deu cartão amarelo para o zagueiro, mas após ver a canela do volante tricolor ensanguentada, mudou a cor do cartão e expulsou o atleta.

A vantagem numérica, no entanto, não se transformou em vantagem no placar. O Grêmio continuava com a posse da bola, mas sem conseguir furar as linhas bem estruturadas do Corinthians. Apenas aos 43, o Imortal tem mais uma chance de marcar. Diego Souza aciona Luiz Fernando no lado direito da área, o atacante encobre Cássio, mas Gil acaba conseguindo tirar e levando o empate para o vestiário.

COM DOIS A MENOS, CORINTHIANS CRIA MURO EM FRENTE A AREA E QUASE SURPREENDE

O Tricolor passou a maior parte do primeiro tempo com um a mais, mas não conseguiu marcar. Para a segunda etapa, Renato promoveu as entradas de Diogo Barbosa, no lugar de Cortez, e do estreante Pinares, no lugar do amarelado Darlan. Os dois, no entanto, não resolveram o problema de criatividade do Tricolor, que insistia em cruzamentos na área.

Pelo contrário, quem teve a primeira grande chance da etapa final foi o alvinegro. Aos 14 minutos, Jonathan Cafú consegue se livrar de Diogo Barbosa e acionar Luan, que de modo atrapalhado consegue ficar cara a cara com Vanderlei e ainda tira do goleiro. Coube a Orejuela salvar o que seria o gol corintiano, tirando a bola em cima da linha.

Dois minutos depois, Luiz Fernando faz bela jogada pelo lado esquerdo, corta para dentro e chuta. A bola desvia e sai pela linha de fundo com perigo. Aos 20, é o atacante quem também vai ser personagem de uma nova jogada polêmica. Após se livrar de dois marcadores, o camisa 33 sofre uma falta de Otero no lado direito do ataque, próximo à entrada da área. O árbitro dá o segundo amarelo para o corintiano, deixando a equipe com dois a menos.

Mesmo com dois a mais, o Tricolor não conseguiu fazer absolutamente nada de efetivo. Renato promoveu a entrada de Churín, Isaque e Victor Ferraz, deixando a equipe com dois centroavantes e apostando, até o fim do jogo, no chuveirinho. Isso fez com que a equipe não tivesse nenhuma chance de perigo. O Corinthians, no entanto, quase surpreendeu.

Aos 34, o alvinegro conseguiu ligar um contra-ataque de três contra dois, com Luan, Fagner e Lucas Piton. O último recebeu de Luan e cruzou para a área. A bola passou por todo mundo e sobrou em Fábio Santos, que serviu Fagner na entrada da área, que chutou livre. Vanderlei conseguiu salvar, evitando o desastre. Essa foi a última oportunidade efetiva da partida, que foi até os 50 minutos sem maiores emoções.

Fim de jogo: Corinthians 0 x 0 Grêmio.