Categorias
Blog do Ilgo

Grêmio não joga bem, mas vence e entra no G-4

É inegável que em seu primeiro jogo do ano, nesta quarta-feira, dia 6, o Grêmio não jogou bem, como aconteceu algumas vezes ao longo do Campeonato Brasileiro, o que é comum numa competição tão longa. Mas o que vale, no final das contas, é a vitória por 2 a 1, e os três pontos obtidos com algum sofrimento e muita preocupação.

Em outras oportunidades, o time foi bem e ficou no empate ou foi derrotado. Desta vez, venceu, e é o que importa, até porque todos reconhecem o enorme potencial do time armado por Renato Portaluppi. Outras vezes, o Grêmio foi aquele Grêmio que esperamos, mas ainda assim não venceu.

Não gostei da atuação contra o Bahia, e duvido que algum gremista tenha gostado. Confesso que não tirava os olhos do reloginho que marca o tempo na tela da TV. Torcia para que o jogo terminasse logo. O Grêmio pode mais, e isso me conforta.

Agora, o que tem de Gremista Vermelho é uma grandeza. Eles abundam nas redes sociais como urubus exalando carniça. Parece que só ficam felizes na desgraça.

São incapazes de reconhecer as qualidades do time, que, como TODOS os demais, de vez em quanto tropeça, deixa escapar pontos ‘ganhos’.

Com todos esses altos e baixos, o Grêmio ingressou no G-4, onde talvez não dure mais que uma rodada. Mas está ali, na briga para ficar no grupo de cima, a dois passos do paraíso, que seria o topo da tabela, onde o São Paulo fincou raízes com uma mãozinha de arbitragens amigas.

Por falar no time do Fernando Diniz, foi goleado pelo glorioso Bragantino. O líder do campeonato, e virtual campeão, foi goleado. Vejam só. Está ruim pra todo mundo.

Fosse com Renato, não faltaria Gremista Vermelho para dizer “viu, é treinador de mata-mata, não de tiro longo”, ou, “Renato negligencia o Brasileirão”, além de outras bobagens, e isso que Renato tem bagagem, aliás muito pesada de tantos troféus.

Já as conquistas de Diniz, que faz um bom trabalho no SP, reconheça-se, cabem numa pochete ou ‘necessaire’.

Então, os Gremistas Vermelhos, amargos e azedos como de costume, poderiam destacar os 13 jogos seguidos de invencibilidade no Brasileiro além de criticar a atuação do time. Seria mais adequado a alguém que se intitula gremista.

Sobre o jogo, valeu pelo gol de Vanderson, jogador de muito potencial. Gostei da vibração e da alegria de Lucas Silva e Matheus Henrique, além de outros, na comemoração do primeiro gol do guri. Bonito de se ver também o choro emocionado de Vanderson.

Por que esses ‘gremistas’ do mal não falam disso? A união do grupo, a camaradagem, um torcendo pelo outro. Tudo isso aparece na tela da TV na comemoração pelo gol.

Atuações-

Destaque para Vanderlei, Kannemann, Lucas Silva (cresce a cada jogo) e Alison.

LIBERTADORES

Tudo se encaminha para uma final brasileira. Mas ainda acho que o Boca pode chegar. Já o Palmeiras encaminhou a vaga com os 3 a 0. Mas tudo é possível na Libertadores.

INTERINO

Meus agradecimentos ao Copião de Tudo por cuidar deste espaço com tanto carinho e competência.