Mauro Cezar Pereira critica escolhas de Renato contra o Palmeiras: “Custou a agir”

Jornalista afirmou que treinador, sem querer, sabotou a própria equipe

As escolhas de Renato Gaúcho para a Final da Copa do Brasil gerou críticas por parte da imprensa.

O jornalista Mauro Cezar Pereira, durante o podcast ‘Posse de Bola’, do portal UOL Esporte, afirmou que o treinador sabotou o próprio time com “teimosia”, por ter escalado o goleiro Paulo Victor, quando tinha opções melhores, segundo opinião do comentarista, no banco de reservas.

— Escalar o Paulo Victor, o Paulo Victor já em 2019, até no 5 a 0, mostrou fragilidade, n]ao em gols que tomou, quando o Grêmio tomou de cinco do Flamengo, mas em algumas outras situações e ontem novamente, qualquer bola chutada no gol ele defendia com dificuldade, parecia um goleiro amador, soltava, agarrava, você não sente firmeza nenhuma.

Mauro Cezar afirmou que Renato “custou a agir”, e devia ter escalado Vanderlei, que perdeu a titularidade no fim da temporada por questões técnicas. O jornalista ainda presumiu que o treinador só não teve o cargo colocado em risco por conta da sua história no clube.

Fosse o Renato de outro clube que não do Grêmio, onde ele faz o que quer, ele estaria hoje sendo colocado para fora possivelmente. Lógico que não foi de propósito, mas a sua teimosia, a tentativa de impor uma ideia, ele acabou, sem querer, claro, sabotando o Grêmio.

— Mauro Cezar Pereira, no podcast ‘Posse de Bola #163’.

A derrota para o Palmeiras na decisão da Copa do Brasil marcou mais um revés do Tricolor em mata-mata nos últimos anos. Desde a Recopa Sul-Americana, em 2018, a equipe convive com eliminações e derrotas marcantes. Durante a noite do último domingo, Renato também foi alvo do pai do atacante Jean Pyerre, Eduardo Côrrea, causou polêmica ao fazer duras críticas ao treinador.