Diego Souza brilha e Grêmio goleia o Ayacucho por 6 a 1

Diego Souza iniciou a temporada como terminou: marcando gols. O atacante foi um dos protagonistas da vitória do Grêmio contra o Ayacucho por 6 a 1 na confronto de ida da segunda fase da Copa Conmebol Libertadores.

Renato Gaúcho optou por uma proposta que colocava o Tricolor no ataque, pressionando a defesa dos adversários, que mostraram um futebol fraco e faziam a primeira partida oficial desde dezembro. O camisa 29 foi o melhor da partida, com três gols marcados, largando disparado na artilharia da competição.

Confira o resumo da vitória do Grêmio e do show de Diego Souza

Show de Diego Souza e chocolate! Um resumo de Grêmio 6 x 1 Ayacucho
Jogadores comemoram um dos gols do Grêmio – Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O Tricolor iniciou a partida com duas alterações em relação à derrota na Final da Copa do Brasil. David Braz e Ferreira começaram entre os titulares no lugar de Kannemann e Pepê.

O que não mudou foi a proposta de jogo da equipe. Com marcação alta e forte pressão, o Grêmio se impôs no ataque e em menos de cinco minutos já havia chegado à três escanteios. A força aérea gremista deixou os peruanos acuados e o plano acabou surtindo efeito.

Em um desses escanteios, o Imortal ficou com o rebote e trocou passes fora da área. Maicon lançou Pinares sozinho do lado esquerdo da área. O meia ajeitou para David Braz, que sozinho empurrou para o gol, abrindo o placar na Arena: Grêmio 1 x 0 Ayacucho.

Nos próximos minutos, a proposta tricolor continuou a mesma. Renato manteve o time no ataque, e quase chegou ao segundo gol com Diego Souza, após cruzamento de Diego Barbosa pelo lado esquerdo. Depois, em mais um escanteio, o camisa 29 tentou empurrar para o gol após desvio de cabeça de Paulo Miranda, mas o goleiro Cavallotti fez a defesa.

Depois os quinze minutos de pressão, o Grêmio recuou, o que permitiu ao Ayacucho um respiro e chegasse ao ataque, mas sem pressionar a defesa tricolor. Isso permitiu que a estratégia do Grêmio se tornasse investir em contra-ataques, e acabou sendo bem-sucedido nisso.

Com 27 minutos, o Ayacucho foi ao ataque e perdeu a bola na intermediária. Pinares recebeu e avançou pelo meio, lançando a bola para Ferreira, que saiu sozinho no ataque dos peruanos, driblou o goleiro e mandou para o gol, ampliando o marcador: Grêmio 2 x 0 Ayacucho.

Pouco tempo depois, Ferreira mais uma vez foi fundamental. O camisa 11 acionou Alisson dentro da área, que foi puxado na área e o árbitro Augusto Aragon assinalou pênalti. Diego Souza foi para a cobrança e chutou no ângulo direito do goleiro Cavallotti, tornando a vitória, goleada: Grêmio 3 x 0 Ayacucho.

Após o terceiro gol, o jogo ficou morno. O Grêmio dominava a partida no campo de ataque, mas não conseguia criar. Até que Diego Souza conseguiu romper a zaga peruana. Aos 40, o atacante dominou a bola no alto, se livrando dos zagueiros e chutando de primeira, da entrada da área, no canto do arqueiro adversário. Não perca as contas: Grêmio 4 x 0 Ayacucho.

O Ayacucho chegou na bola parada aos 42, em cobrança de falta de Mendieta pelo lado direito, que obrigou Vanderlei a espalmar para escanteio. No mais, o Tricolor não foi ameaçado e foi para o intervalo com uma enorme vantagem.

Na volta para a segunda etapa, o panorama continuou o mesmo do primeiro tempo. O Tricolor seguiu no campo de ataque, mas não tinha o mesmo ímpeto dos quinze primeiros minutos da partida.

Apenas aos 8, o Grêmio conseguiu furar a defesa adversária. Em jogada iniciada por Alisson, Pinares recebeu no meio da área e serviu Ferreira, que sozinho finalizou pelo lado esquerdo do goleiro Cavallotti. Cinco minutos depois, Maicon acionou o camisa 11 pelo alto, e o jogador cabeceou para a defesa do arqueiro peruano.

Renato mexeu no time, colocando Isaque e Guilherme Azevedo nos lugares de Alisson e Diego Souza, dando mais fôlego ao time. A equipe até conseguia furar a defesa do Ayacucho, mas errava no último passe e não conseguia finalizar.

O Ayacucho, aproveitando o cansaço do tricolor, conseguiu chegar ao ataque em raras oportunidades. Em uma dessas, os peruanos arranjaram um escanteio. Na cobrança, Vanderlei espalmou mal e a bola sobrou no pé de Quina, que chutou para o gol. A bola ainda bateu em Matheus Henrique antes de entrar. Grêmio 4 x 1 Ayacucho.

Sem gás, o jogo entrou no modo automático após o gol peruano. Mas ainda deu tempo pra mais um do Tricolor. Guilherme Azevedo recebeu na entrada da área de Isaque, e chutou no canto esquerdo de Cavallotti, aumentando o chocolate: Grêmio 5 x 1 Ayacucho.

No fim, ainda teve tempo para mais. Contra-ataque do Tricolor que terminou nos pés de Diego Souza que recebeu, se livrou de dois adversários e invadiu a área, frente à frente com o goleiro, dando uma cavadinha com tranquilidade para fechar a conta na Arena: Grêmio 6 x 1 Ayacucho.

Na próxima terça (16), o Tricolor decidirá a vaga na próxima fase da competição fora de casa, no Estadio Olímpico Atuahalpa, em Quito, no Equador, por conta das proibições do governo peruano sobre a entrada de brasileiros no país. Para ser eliminado, o Imortal precisará perder por 5 a 0 ou seis gols de diferença.