Cuéllar é o novo alvo do Grêmio para o meio de campo, mas valores assustam

Volante tem contrato com clube saudita até o meio de 2023

A posição de primeiro homem do meio-campo é uma das prioridades do Grêmio no mercado. Inicialmente, o desejo da diretoria era Rafael Carioca, que está no Tigres, do México, mas as negociações não avançaram.

Agora, o nome de Gustavo Cuéllar, ex-atleta do Flamengo, atualmente no Al-Hilal, da Arábia Saudita, surge como interesse para a posição. É a segunda vez que o Grêmio sonda o volante, que rechaçou um retorno ao Brasil na janela de transferências anterior.

O Al-Hilal não vê o jogador como inegociável, e pode abrir conversas com o Grêmio. No entanto, o clube saudita deseja um alto valor para liberar o volante, cerca de 4 milhões de dólares, que na cotação atual chega à R$ 22 milhões de reais.

Além da alta pedida, o salário de Cuéllar é acima do padrão brasileiro. O atleta recebe vencimentos em torno de R$ 1,5 milhão por mês no clube. Para voltar ao Brasil, o volante teria que aceitar uma redução salarial.

Cuéllar atuou no Brasil até agosto de 2019, quando foi vendido pelo Flamengo ao Al Hilal por R$ 34 milhões. O jogador tem vínculo com o clube saudita até o meio de 2023.

De acordo com os jornalistas Cahê Mota, Eduardo Deconto e Lucas Bubols, do portal ge, o jogador tem boa avaliação interna no Tricolor, e o clube busca contar com um volante o quanto antes.

Clique aqui e receba as nossas notícias pelo WhatsApp

Botão Voltar ao topo