Ricardinho explica homenagem para amigo após o gol contra o Aimoré: “Ele morreu de Covid-19”

Na vitória contra o Aimoré por 2 a 0, pela quinta rodada do Gauchão, Ricardinho chegou ao segundo gol pelos profissionais. Sempre que marca pelo Grêmio, o atacante faz uma continência em homenagem ao seu pai, que era policial militar.

No entanto, na comemoração do gol, o atacante chorou e fez um “A” para as câmeras. No intervalo da partida, o jogador explicou para os repórteres à beira do gramado que se tratava de uma homenagem para Araújo, um amigo que morreu vítima da Covid-19 nesta semana. Ricardinho declarou considerá-lo como um pai.

— Eu me emocionei muito porque depois de terça recebi a notícia da morte de um cara no futebol que foi um pai para mim, o Araújo. Ele morreu de Covid-19. Fiquei muito abalado porque ele era um pai para mim. Este gol é para ele. Até fiz o “A”. Araújo e família, esse gol foi para ele.

Recém-promovido aos profissionais do Grêmio, Ricardinho já mostrou as suas credenciais na sua primeira partida como titular, ao marcar o gol da vitória contra o Ayacucho pela Libertadores.

O atacante é conhecido pelo seu faro de gol e artilharia em competições da base. Recentemente, o Tricolor renovou o seu contrato até o fim de 2024, com uma multa rescisória avaliada em R$ 536 milhões.

Clique aqui e receba as nossas notícias pelo WhatsApp

Botão Voltar ao topo