Grêmio é o melhor clube da década na América do Sul, segundo a IFFHS

Clube desbancou equipes tradicionais do continente no ranking

A última década recolocou o Grêmio entre os grandes clubes do Brasil e também da América do Sul. Após anos sem vencer competições à nível nacional e internacional, o Imortal voltou a conquistar títulos importantes, provando porque é chamado de “O Rei de Copas”.

Neste final de semana, a International Federation of Football for History & Statistics (IFFHS) divulgou um levantamento que aponta o Tricolor como a melhor equipe do continente sul-americano entre os anos de 2011 e 2020.

A lista considera os pontos somados no Club World Ranking, que considera vitórias, empates e derrotas em todas as competições, dando mais pontos em torneios internacionais e continentais, como o Mundial de Clubes da FIFA.

Nos últimos dez anos, o Grêmio chegou aos títulos da Copa do Brasil, Libertadores e Recopa, além de fazer grandes campanhas no Campeonato Brasileiro e ter sido vice-campeão mundial em 2017.

Na lista, o clube desbancou o Atlético Nacional, vice-líder do ranking, além dos tradicionais argentinos River Plate e Boca Juniors. Dos brasileiros, Flamengo, Corinthians, Atlético Mineiro e Palmeiras completam o top 10.

A IFFHS é uma organização reconhecida pela FIFA. É ela quem administra e divulga os recordes e as estatísticas sobre o futebol mundial. No último levantamento da entidade, sobre a década de 2001 a 2010, o Grêmio ficou apenas na 11ª posição, mostrando a grande evolução do clube nos últimos anos.

Confira quem são os 10 melhores clubes sul-americanos da década, de acordo com a IFFHS:

  • 1º — Grêmio FBPA
  • 2º — Atlético Nacional-COL
  • 3º — CA River Plate-ARG
  • 4º — CA Boca Juniors-ARG
  • 5º — Club Libertad-PAR
  • 6º — CR Flamengo
  • 7º — SC Corinthians
  • 8º — CA Independiente Santa Fe-COL
  • 9º — Clube Atlético Mineiro
  • 10º — SE Palmeiras