Categorias
Blog do Ilgo

Covid-19 segue desfalcando o time para a decisão na Arena

O melhor que poderia acontecer agora seria antecipar o jogo para o final da manhã, início de tarde. Sei que isso não vai ocorrer. Mas o que eu posso fazer? Tenho medo de que até o horário oficial do confronto decisivo contra o Del Valle, 19h15, mais jogadores apresentem sintoma de covid-19.

O desfalque mais recente é o de Diogo Barbosa. Não sei se lamento ou se festejo. Está aí um lateral que eu gostava, mas que até agora não provou ser superior ao veterano Cortez. Então, a ausência de Barbosa em princípio não chega a ser um problema.

Problema mesmo eu vejo na lateral-direita. O jovem Felipe foi promovido às pressas. Vanderson vai fazer falta. Felipe é um lateral mais discreto, eficiente, mas sem o ímpeto e a personalidade do titular.

O setor direito do Grêmio é o mais vulnerável. O time argentino vai forçar a jogada por ali. Do outro lado, tem a volta de Kannemann, que impõe mais respeito do que os zagueiros noviços que estão subindo.

No meio de campo, é certo que jogam MH e Maicon. Na minha opinião completam o setor Alisson, Ferreira e Pepê, formando a segunda linha. É um time para sair amassando os equatorianos para fazer logo o primeiro gol. Lembrando que o 1 a 0 garante a classificação.

Sobre Pepê, ele deve estar louco pra jogar. Tem muita gente que torce o nariz porque Pepê caiu de produção em jogos decisivos. A questão é que todo o time rendeu menos.

Outro que pode entrar no time é JP. Sinceramente, espero que ele não seja necessário. Não vejo nele comprometimento com o time, o clube e, principalmente, com o técnico. Infelizmente.

A lamentar que num jogo tão importante o técnico Renato Portaluppi não possa estar à beira do campo.

Está em jogo a vaga na fase de grupos da Libertadores. Vaga que o time deixou escapar. Garantindo a classificação, o Grêmio terá de correr para reforçar o time. O prazo termina no sábado, pelo que andei lendo por aí.

Sem um time mais forte o Grêmio não terá vida longa na competição.