Categorias
Blog do Ilgo

Grêmio começa a montar seu departamento de futebol

Entre os nomes cotados para substituir Renato Portaluppi nenhum realmente empolga. Na verdade, não existem muitos nomes. Se me pedirem uma lista de cinco em condições de fazer um trabalho de alto nível eu teria muita dificuldade. Nem arrisco em apontar alguém.

Por isso, até por comodidade – e por entender que treinador que não atrapalha já tem meio caminho andado -, fico com o nome que está sendo veiculado por todos os meios de comunicação, e também pelas redes sociais.

Tudo indica que Tiago Nunes é o cara. Eu não apoio nem ‘desapoio’, mas busco entender. O que mais está pesando na opção por ele é o seu trabalho na base do clube, ajudando a revelar jogadores.

Esse talvez seja seu maior mérito no momento. No Atlético PR ele conquistou a Sul-Americana e a Copa do Brasil, sendo que este título em cima do Inter, pelo qual tem meu agradecimento, meu reconhecimento.

Então, pouco importam alguns aspectos. Por exemplo, o fracasso no Corinthians. Fracasso é muito forte, troco por insucesso. Se não me engano foi ele quem indicou Luan para o Corinthians. Quem sabe não traz ele de volta?

Outra coisa que pesa contra ele, mas não sei se é verdade. Ele teria imposto regras um tanto absurdas para os jogadores, entre eles várias cobras criadas. Erro grave no meu entender. O básico: trazer os jogadores para o seu lado, fazer com que eles joguem por ele.

As pessoas evoluem. Vou torcer pelo Tiago Nunes, assim como torci pelo Renato. Torcer contra o treinador é torcer contra o clube.

Agora, sempre preservando meu direito de criticar o que considerar errado e de apontar caminhos, se for o caso.

O VICE

O vice eleito na gestão Romildo, Marcos Herrmann, superou questões pessoais e aceitou assumir a vice-presidência de futebol.

Ele tem longa vivência de Grêmio. Seu histórico como dirigente de futebol na gestão Cacalo (1997/1998) não é dos melhores, mas há que se considerar os problemas do clube na época.

Além do mais, Herrmann está mais experiente, e, se formar uma boa equipe, tem condições de dar uma contribuição importante. Um nome que está muito bem cotado para diretor de futebol é Gustavo Schmitz, diretor das categorias de base. É um nome excelente.

Eu o conheci no período em que buscava entrar no Conselho Deliberativo.

RENATO

Centenas de gremistas foram ao aeroporto homenagear e despedir-se do técnico Renato Portaluppi. Entre eles, por certo, algumas ‘madalenas arrependidas’ de trabalhar e torcer pela queda de Renato.

Acho que foi um bela despedida, coisa rara, talvez inédita no futebol.

A torcida tricolor por vezes é cri-cri, mas sabe como ninguém valorizar seus ídolos.