Categorias
Blog do Ilgo

Os guris de 40 anos atrás e 'us guri' de hoje: o Grêmio no rumo certo

Os guris de 40 anos atrás e 'us guri' de hoje: o Grêmio no rumo certo

Este 27 de maio é um dia especial pra mim e para todos aqueles que defendem mais investimento na formação dos jovens atletas das categorias de base, com mais atenção, dedicação e transparência.

Sei que muita gente pensa assim. Então, estamos todos satisfeitos. O Grêmio terá um time só de ‘pratas da casa’, como se dizia antigamente, no jogo desta noite contra o Le Equidad, no Equador, pela Copa Sul-Americana. São 15 guris disputando um jogo oficial, em outro país.

Esta notícia me fez recuar no tempo. No dia 27 de abril de 1981 eu escrevi a reportagem que ilustra este artigo, ou o que resta dela. Confesso que nem lembrava desse texto publicado na Folha da Tarde.

Só o reencontrei porque procurava material para compor o novo banner do blog, que remete para a minha trajetória de 32 anos de jornalismo.

Ao lado de outros setoristas gremistas, fizemos uma campanha sutil para o aproveitamento da gurizada que estava despontando no time de juniores (19 e 20 anos).

Nosso movimento reivindicava a titularidade de Paulo Roberto na lateral-direira; Casemiro na lateral-esquerda; Newmar na zaga; China, de volante; e Odair no ataque.

Poucos dias depois dessa reportagem, que estava oculta no emaranhado da minha já frágil memória, o Grêmio conquistaria no Morumbi lotado, o título de Campeão Brasileiro, intitulado Copa Ouro pela CBF (será que vale como título nacional, hein seus vermelhos despeitados).

‘Us guri’ de 40 anos atrás abriram caminho para um outro patamar, que ficou ratificado e consolidado dois anos depois com o Mundial de Clubes.

Hoje, com o aproveitamento cada vez maior e melhor dos guris da base, com a lapidação adequada dos jovens mais talentosos, lançados no momento certo, sem açodamento, o Grêmio é um exemplo na descoberta e formação de jogadores.

Diante disso, não posso deixar de lembrar meu esforço para que a base fosse melhor aproveitada, ocupando lugares de jogadores médios ou decadentes. Isso ainda acontece, mas não como era naqueles anos.

CEM POR CENTO BASE

O grupo que viajou é o seguinte:

Goleiros: Gabriel Chapecó e Felipe

Zagueiros: Heitor e Manu (Emanuel)

Laterais: Mateus Sarará e Varela (volantes improvisados nas laterais)

Volantes: Fernando Henrique e Bobsin.

 Meias: Pedro Lucas, Rildo e Bitelo

Atacantes: Guilherme Azevedo, Elias, Vini Paulista e Thayllon